Creating a Brand New World

THE RISE OF WELLNESS TRAVEL

Dois Homens e uma Marca: Pestana CR7 Lifestyle Hotels

QUANDO A HISTÓRIA SE UNE AO FUTURO, O RESULTADO É PERFEITO: PESTANA CR7 LIFESTYLE HOTELS

A inspiração da excelência de cada um de nós e a celebração da determinação como um estilo de vida!

Uma Marca forte e cheia de personalidade que nasce com um destino co-criado: liderança e sucesso mundial.
Acredito que daqui a 50 anos, o ano de 2016 será recordado como o momento que marcou o ponto de partida para joint ventures com sentido e sucesso. Começa aqui um novo legado para a hotelaria nacional e internacional.

DOIS HOMENS E UMA MARCA
A perfeita combinação de personalidades, partilha de valores e acima de tudo inspirados por uma grande visão. A história pessoal de cada um é diferente mas, acredito que o que os moveu a tomar decisões certas que traçaram o seu destino é muito idêntico: Vencer! é esta a força que os move: no campo e nos negócios!

Tudo começou porque um dia, um jovem apaixona-se pela hotelaria e mais do que isso pela Madeira: o que poderia ter sido apenas um estágio, foi na verdade o primeiro passo para a criação de um império bem sustentado e de referência internacional. Hoje Dionísio Pestana é um dos empresários mais respeitados em Portugal e no Mundo. O Pestana Hotel Group celebra 44 anos, é hoje o maior grupo hoteleiro português com a maior presença internacional consolidada em 15 países.

Destinado a ser o melhor do mundo, Cristiano Ronaldo hoje com 31 anos ganhou tudo o que havia para ganhar e mais do que uma vez. O menino que jogava nas ruas inclinadas do Funchal provou ao mundo de que não existem impossíveis e que cada um de nós é livre de reescrever a sua própria história, incluindo Portugal: devolveu-nos a auto-estima, confiança e a prova de que acreditar e trabalhar é determinante para o sucesso.

A Marca PESTANA CR7 Lifestyle Hotels nasce do melhor de cada um deles, os valores que partilham dão verticalidade, estrutura e verdade a esta marca que vai muito além de qualquer estratégia ou plano de marketing e vendas. Ela representa e traduz um propósito, uma forma de estar e viver, com afirmações claras e objectivas da razão pela qual foi criada: ao juntarmos a tradição e sabedoria de 44 anos de hotelaria, à geração Millennial, estamos a criar o futuro, hoje!

UMA FORTE PERSONALIDADE
Fascina-me o trabalho com os tipos de personalidade das marcas (os arquétipos), uma forma de psicologia aplicada ao Branding.

Fui à descoberta dos 4 eixos principais e o resultado é perfeito porque em cada uma das forças Poder, Liberdade, Conexão e Estabilidade temos um arquétipo, o que a torna Líder, Vibrante, Sedutora e Sólida.

O primeiro é o Herói que se traduz pela liderança, resultado da auto-superação, de desafiar os limites e de os vencer, um bom manifesto à boa forma física, mental e emocional, bemalinhada com o forte crescimento Wellness; o segundo o Entertainer, a celebração da Vida com amigos e família (Eat, Drink & Party) relembrar que depois de cada conquista é importante festejar para alimentar o desejo de voltar a vencer; a terceira o Sedutor, um traço forte da personalidade do CR7 e bem presente em cada um dos hotéis da marca, o apelo aos sentido pelos tons, texturas, sons, aromas e emoções que nos envolvem e despertam o desejo de querer viver este novo patamar de experiências; o quarto é o Rei, tudo associado à qualidade, solidez e liderança, só possível pela estabilidade financeira de ambos. O forte sentido de família e amizade, presentes quando se lideram grandes equipas.

Vivi seis anos na Madeira e tive oportunidade de conhecer ambos. Recordo-me do CR7, ainda jogava no Sporting, equipa que ficava sempre hospedada no hotel onde trabalhei. Depois foi para o Manchester United, voltou a ficar no hotel, a convite do proprietário e já nessa altura expressou o seu sonho de um dia ter um hotel. Passados 13 anos, concretiza não com um mas com 4 hotéis: Funchal, Lisboa, Madrid e New York.

A escolha do grupo Pestana é a única que faz sentido, por tudo o que os une.
Exclusivo. Vibrante. Cosmopolita.
http://www.pestanacr7.com/pt

Barrocal: uma viagem com Tempo

BARROCAL: Uma viagem com Tempo

É curioso como o tempo é algo tão ilusório, bastam alguns kms fora de Lisboa e tudo muda: a Vida muda ou então volta ao seu estado mais puro e original. Cada vez acredito mais que os nossos avós é que sabiam e aqui tirei a prova dos nove.
A Ms.Brands foi descobrir e vivênciar este novo paraíso em pleno Alentejo, ao lado do Alqueva.

São Lourenço do Barrocal
Poderia ser apenas mais um espaço, um hotel rural mas, não é! Com mais de 200 anos e sempre nas mãos da mesma família, esta herdade é hoje um local para os viajantes, os que são apaixonados pela descoberta da autenticidade que reside nas raízes de cada local, região e ao mesmo tempo, para os que cada vez mais se deixam conquistar pelo poder da natureza em estado puro.

Uma Marca que chega com uma personalidade muito bem definida
Honra bem os seus antepassados ao mesmo tempo que conquista no presente os viajantes e exploradores que ali passam.
A sua natureza é Masculina, poderia mesmo ser o Sr. Lourenço, o dono da herdade que abre as portas do seu monte aos que sentem o apelo de ouvir a natureza à beira da piscina ou num belo passeio a cavalo.

Uma personalidade que junta bem 4 perfis dominantes:
1º “O Purista”: A elegante e por vezes sofisticada simplicidade em cada detalhe, que nos relembra que a Vida é simples e orgânica.
2º “O Viajante”: O apelo sempre presente da autenticidade, que conquista os buscadores de novas paragens com espaço e tempo.
3º  “O Amigo” : porque a verdade é que sentimos esse lado, despretensioso e sem cerimónias, de estar em casa de bons amigos, neste caso no monte
4º “O Rei”: O sentido de uma qualidade intemporal a todos os níveis, esta nova abordagem ao luxo simplificado e natural, com alguma sobriedade, confere-lhe o seu posicionamento e naturais sinergias.

Uma personalidade bem interessante para tempos actuais, em que menos é mais e que o regresso às raízes ganha cada vez mais apaixonados, porque o excesso dá sempre lugar à busca de equilíbrio e aqui encontramos! A escolha do tipo de letra, cor e o seu elemento gráfico dominante traduzem toda esta essência em que tudo está pensado ao detalhe, porque este é rei!

 

Eu fui e amei!
Senti-me como se estivesse num Monte de uns amigos, que têm a sorte de viver tão perto da natureza, desligados do mundo louco. Aqui senti-me em plena segurança, foi como entrar numa cápsula do tempo e estar numa outra dinâmica, acho que ganhei tempo e fiquei mais jovem, por tanto oxigénio concentrado e pela alimentação ser tão natural.

Não é um destino para turistas e sim para viajantes, há uma grande diferença entre estas duas “figuras”, acredito que ao ler sobre a personalidade da Marca vai compreender melhor o que quero dizer.

O que mais adorei:
-> Os pequenos-almoços: absolutamente deliciosos e que naturalmente me despertaram para o dia. Adorei o detalhe do favo de mel 🙂
-> A simpatia de toda a equipa
-> As chaves dos quartos
-> A forma como tudo foi pensado, em especial a decoração que traz tantas boas memórias
-> Ouvir os pássaros e contemplar as infinitas estrelas
-> Os amenities que são mesmo bons e por isso usei
-> A visita a Monsaraz e vista sobre a imensidão do Alqueva

Agora é IR e VIVER
São Lourenço do Barrocal

Inteligência Conectiva: Pessoas e Marcas

JÁ OUVIU FALAR DA ÁGUIA QUE SE IRRITA COM AS POMBAS OU OS PAPAGAIOS QUE FICAM DEPRIMIDOS AO PÉ DA CORUJA?
A verdade é que podem aprender uns com os outros.
Estamos na era da inteligência emocional e conectiva, cada vez mais vitais para a excelente gestão de pessoas, dos seus talentos e bons resultados no serviço ao cliente.

Acredito que cada pessoa tem em si um talento nato, algo de único e especial para dar ao mundo. A cada um cabe a missão de brilhar verdadeiramente no que o faz feliz, para isso ser possível é necessário conhecer a sua natureza. O seu desafio é, sair da sua zona de conforto e começar a saber mais sobre si próprio em vez de estar sempre a atribuir a culpa a alguém.

O PONTO DE PARTIDA
Sou sempre “EU”, é sempre o próprio. Quer mudar o outro sem olhar verdadeiramente para quem é? Acha que apenas você tem razão? Acredita que os outros departamentos não fazem nada? Usa expressões como “não fazem nada bem’”, “quando não estou corre tudo mal”, “estou sempre a dizer o mesmo” ou “este colaborador não tem atitude”. São inúmeras as frases que oiço nas reuniões e sessões de Training com as equipas hoteleiras, resumindo a culpa é sempre do outro.

“Se julgar um peixe pela sua capacidade de subir a uma árvore, ele vai passar a sua vida a acreditar que é estúpido” Albert Einstein. Uma realidade que acontece a cada instante na gestão de recursos humanos em cada empresa, esperam os mesmos resultados de pessoas diferentes e com perfis diferentes.

DESCOBRIR E VALORIZAR AS DIFERENÇAS
É fascinante quando cada pessoa começa por descobrir mais sobre si, ao ganhar maior consciência sobre os seus pontos farcos e fortes, passa de “efeito” para se colocar em “causa”, passa a perceber que pode melhorar e que evoluir é algo natural sempre que saí da sua zona de conforto. Quanto mais se conhecer, mais fácil é compreender o outro, é assim simples e porém tão complexo. Quando descobre que cada pessoa  tem um talento inato, percebe que os seus pontos fracos são os pontos fortes de outra pessoa = equipas fortes resultam da boa complementaridade e valorização das diferenças.

DISC: OS QUARTO GRANDES EIXOS DE PERSONALIDADE
Existem inúmeros formatos de avaliar a personalidade e comportamento das pessoas, um dos que mais gosto é o DISC, por ser fácil, prático e simples. Cada um dos eixos comportamentais representa motivações, características e comportamentos que influenciam e contribuem para a equipa, a empresa e todos são positivos desde que bem integrados.
Vamos espreitar cada um: Os “D” Dominantes, egocêntricos, directos, ousados, determinados, agem por desafios e por isso são movidos por objectivos; os “I” Influênciadores, comunicativos, entusiastas, persuasivos, optimistas, agem por estimulo emocional positivo e são movidos pela constante necessidade de acção/ protagonismo; os “S” Estabilizadores, adoram o ritmo normal do dia-a-dia sem surpresas, pacientes, calmos, leais e movidos por estabelecer a conexão entre pessoas; os “C” Cautelosos, muito disciplinados, sistemáticos, perfeccionistas e movidos por grande capacidade analítica.

DISC E A METÁFORA DA ÁGUIA, PAPAGAIOS, POMBAS E CORUJA
Gosto de transformar o complexo em simples e o simples em algo muito intuitivo, por isso integrar a cada tipo de personalidade o arquétipo de cada pássaro, torna ainda mais acessível a implementação no dia a dia.  Os “D” é a águia, os papagaios simbolizam os “I”, já as pombas traduzem a essência dos “S” e os “C” são bem ilustrados pela coruja.  E a pergunta é como é que isto influência as equipas? Ou a boa gestão de performance de um colaborador na empresa e nos serviço ao cliente?

DISC E A EVOLUÇÃO PESSOAL: CARÊNCIA OU OPORTUNIDADE?
Exemplos:
Cada pessoa tem um tipo de personalidade principal, depois um secundário, um de apoio e a área de carência, ou seja, a oportunidade de poder crescer ao aprender com o seu aposto. Exemplo: para quem tem o “D: águia” como principal a sua área de crescimento é o seu oposto = “S: Pombas” precisa aprender a relacionar-se com as pessoas, a descobrir o poder da empatia, da proximidade e do trabalho de equipa. A águia tem como oposto as pombas e os papagaios têm a coruja com seu oposto e vice-versa. Qualquer um deles pode e deve aprender a transformar a sua carência em oportunidade com cursos, formação e muita prática.

Considero que cabe aos Recursos Humanos uma boa avaliação de cada pessoa antes de entrar na empresa, como uma excelente definição de perfil desejado para cada cargo/função, resultado: Todos ganham!

E se ao DISC juntarmos os arquétipos das Marcas? Aqui sim reside o segredo: quando uma Marca sabe a sua essência é mais fácil escolher o perfil de pessoas que podem fazer parte dela.

Ana Cristina Guilherme
Brand StoryMaker&Teller

NO CORAÇÃO DA MARCA RESIDE A SUA HISTÓRIA

NO CORAÇÃO DA MARCA RESIDE A SUA HISTÓRIA
o seu ADN, sua diferenciação, a sua relevância e preço médio, umas sabem outras não.

Deu-se conta da Evolução das Marcas?
É curioso como as Marcas são tão semelhantes a pessoas:

As Comuns
Vivem como cópias umas das outras, sem qualquer identidade própria, limitam-se a fazer e a seguir os outros. Existem por oportunismo e sem visão do futuro. Sabem que é preciso ter quartos, restaurante/bar e já agora um fitness e um espaço a que chamam “spa” sem saberem o que isso é. São muito dependentes do preço e vivem em permanente sobressalto num mercado tão competitivo, por vezes até têm uma “sorte” temporária pelo factor localização. Não têm marca e sim apenas um logotipo que dá forma a um nome mal pensado. A maioria “nasceu” sem uma visão, são resultado de um deslumbre temporário de negócio hoteleiro/turismo, sem alma e sem história para contar para além dos m2, do número de quartos e estrelas.

As Quasi-Quasi
Suspeitam que são mais do que aparentam ser, e por isso começam em busca de algo que facilite uma analise mais profunda para descobrir o que as torna únicas. Perceberam que precisam de sair da sua zona de conforto para conquistar novos territórios e que a forma como se posicionam no mercado determina o seu valor e os clientes que querem receber. Sabem que para ter melhores resultados, precisam de ir além do comum. Nem sempre é um processo fácil pela temporária resistência as novas abordagens mas, para as que abraçam verdadeiramente o compromisso consigo próprias e aceitam o desafio, o resultado é sempre muito valioso ao passarem a ser autênticas.

As Autênticas
O que as move é uma Visão maior: é a expressão de um sonho ou de uma ideia que deu origem a um projecto, bem fundamentado e estrategicamente bem desenvolvido. São Marcas que cultivam diariamente a sua autenticidade, orgulhosas da sua história, respiram os seus valores e no dia-a-dia vivem a sua missão, tornam-se magnéticas para as pessoas que se sentem atraídas pela sua mensagem, imagem, essência, talvez por identificação e por querem fazer parte dessa história. Têm clientes dispostos a pagar o valor, o sentido, a transformação e a relevância que estas Marcas trazem às suas vidas.

“A história e a experiência são sempre recordadas muito depois de nos esquecermos do preço” ainda que a frase não seja de um hoteleiro, é bem verdade! e aplica-se totalmente à hotelaria. Uma Marca é uma Marca seja em qualquer área de negócio e o lucro é sempre um resultado de tudo o que precisa de acontecer antes.

“Eu identifico as quatro principais decisões estratégicas que formaram a base sólida da Marca Four Seasons e que são os quatro pilares do nosso modelo de negócio:  Alta qualidade, Serviço, Cultura, e Marca.”  Isadore Sharp, Fundador da Four Seasons Hotels & Resorts, e tudo começou no Canadá, quando uma familia de emigrantes que em 1961 abriu um simples hotel de 125 quartos mas com uma grande visão.

Branding, Marketing e Vendas
Esta é a ordem certa: tudo começa com a Marca/Brand Story (a razão pela qual existimos, a visão, missão, cultura, manifesto), depois vem o Marketing que ajuda na estratégia do “como” é que tudo vai ser processado, é o estágio em que vamos dar forma ao sonho, e finalmente as Vendas que vão materializar “o que” temos para vender, sejam produtos ou serviços. Quando não há mais nada para além do óbvio a vida dos comerciais fica muito complicada e por mais formações em vendas que façam, a verdade é que não têm uma Marca para “vender”, têm apenas produtos/serviços e isso é comum. Quando a Marca conta a sua história, são os clientes que querem fazer parte.

Numa sessão de BrandStory Ignition que fiz numa conceituada Marca de Viagens, na parte de exercícios dinâmicos, ouvi algo que vou recordar para sempre: “O Sapato da Cinderela” foi assim que uma pessoa descreveu a Marca onde trabalha. Perguntei porquê?

A resposta foi perfeita: “Todos adoravam ter mas, só serve a alguns!”

Ana Cristina Guilherme
BrandStoryTelling